Marca Prefeitura

Alunos do FEMA Robótica Tarumã participam do Desafio Covid-19 do SESI

Tarumã, 4 de agosto de 2020

As alunas de Tarumã participantes do projeto FEMA Robótica da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA) participaram do Desafio Covid-19 de Robótica, do Serviço Social da Indústria (SESI). A equipe “Taruhunters” é composta pelas alunas Ingrid Guimarães Placidino, Julia Pereira Loose, Maria Luiza Pereira Beraldo, Miryan Gomes de Ramos, Nívea Luiza Pereira Gonzaga e Rebeca Midena de Matos.

A primeira etapa do Desafio Covid-19 de Robótica terminou na última sexta-feira, 31 de julho de 2020, e contou com 367 equipes, de todo o Brasil. Nesta etapa, todas as equipes tiveram que apresentar ideias para minimizar o contágio do novo coronavírus entre pessoas. O desafio é composto por duas fases principais: a fase 1 era a apresentação da ideia, com base nos quatro critérios de avaliação composto pela pesquisa, criatividade, inovação, empreendedorismo e impacto social, na qual as equipes tiveram que enviar vídeos de defesa do projeto. Já a fase 2 consiste na demonstração e detalhamento da solução proposta também por meio de vídeo.

O projeto criado pela equipe FEMA Taruhunters para o Desafio Covid-19 do SESI é uma cabine de desinfecção chamada “EPLimp”. Ela utiliza alguns alvejantes especiais para nebulizar roupas de paramentação de médicos e enfermeiros em contato com pacientes confirmados ou suspeitos de contaminação. De acordo com a equipe, para ter a certeza de que a paramentação dos profissionais de saúde está higienizada, a cabine escanearia também as roupas com raios ultravioletas, automatizada e regulada por um sistema.

De acordo com Diogo Lamotta, tutor do FEMA Robótica, nem mesmo o distanciamento social desanimou as alunas, que começaram a fazer reuniões virtuais à noite, nos horários de intervalos das aulas remotas das classes regulares e finais de semana, por meio das ferramentas da internet como o Google Meets, além do próprio Whatsapp. As alunas sempre contam com a tutoria do professor Diogo e supervisão do professor Almir Camolese da FEMA, como também de Silmara Beraldo, representando a Prefeitura de Tarumã.

Segundo a aluna Julia Loose, toda a experiência foi incrível. “Por eu já estar no fim do curso de robótica da FEMA, achei que participar do torneio seria uma forma de fechar com chave de ouro todo esse aprendizado. Nossa equipe FEMA Taruhunters elaborou um projeto inovador que, acreditamos, ajudará muitos profissionais de saúde a ter uma maior proteção contra o novo coronavírus”, destaca a aluna.

Para o professor Almir Camolesi, que acompanha sempre de muito perto todo o trabalho e desenvolvimento dos projetos, “as alunas são futuras inovadoras e que, independente do resultado final, já são vencedoras pois fazem parte de uma nova forma de desenvolver e colocar as ideias em prática”, comenta o coordenador do projeto. Já a aluna Nívea Gonzaga disse que entrou na equipe porque a pandemia estava afetando muita gente. “Eu queria alguma forma de ajudar. Mesmo sendo a primeira vez que participo de um torneio como esse, estou confiante que a equipe chegue até a 2ª fase. Está sendo um desafio muito difícil, mas todos nós da equipe estamos nos divertindo muito e, com a ajuda do professor Diogo, estamos desenvolvendo bem o nosso projeto”, diz a aluna.

Segundo o professor Diogo Lamotta toda empolgação e vontade das integrantes da equipe fez com que um ano que parecia meio perdido, que terminaria de forma incompleta, acabasse terminando com uma disputa nacional com equipes de todo o país. “Não foi nada fácil, um mês de muito trabalho e dedicação com treinos à noite, finais de semana e com longa duração. Todo esse esforço, dedicação e interesse possibilitou não só apenas a conclusão de uma pesquisa, mas na criação de uma nova forma de enxergar todo um problema e desenvolvimento de uma solução completa. Algo extremamente gratificante e que marca a vida e o conhecimento de todos, pois tiveram que aprender a pesquisar e buscar o conhecimento e informações. O sentimento hoje é de dever cumprido e de muita satisfação, ansiedade pelo resultado e um gostinho de quero mais um torneio para participar”, conclui Diogo.

Resultado final

No dia 18 de agosto, serão divulgadas as 30 equipes que foram aprovadas para participar da segunda fase. Elas terão até 4 de setembro para submeter mais informações do projeto.

A divulgação do resultado final será feita em 25 de setembro, quando serão conhecidos e premiados, os três primeiros colocados e os times que se destacaram em cada um dos quatro critérios de avaliação.

O Projeto Tarumã Fema Robótica é realizado pela parceria da FEMA com a Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Esportes e com apoio da Câmara Municipal de Tarumã.

Assessoria de Comunicação l PMT